Natal

Dia de 25, Natal de Dezembro. Não.
Dia de Dezembro, 25 de Natal. Não.
Dia de Natal, 25 de Dezembro. Ah...

Natal em Massachusetts. Fazia muito tempo que não passava o Natal sem estar com minha mãe. Meu irmão que mora aqui já passou vários sem todos nós. Inclusive sem mim.

E esses dias têm sido bons demais de compartilhar com ele e com a esposa dele, Dani. Gente finíssima. Adoro conversar com ela e com ele. Muitas idéias novas e muitas histórias engraçadas compartilhadas. Temos rido e conversado bastante nestes cinco e poucos meses que "invadi" a casa deles. Só espero não ter sido muito invasivo. Acho que não.

Para quem não sabe, estou, neste momento em Newton, um cidade perto de Boston, Massachusetts. Vim pra cá passar dois meses com meu irmão mas acabei ficando um pouco mais. Ainda estou aqui, mas já estou indo de volta a Natal. Dia 31 de Dezembro por volta das 14h estou partindo. Mais quase 24 horas de viagem. Devo chegar em casa lá pelo meio dia do dia seguinte. É, vou passar a entrada do ano voando. Vai ser uma experiência diferente. Creio que não são tantas pessoas no mundo que podem dizer que já passaram por isso. Vou contar depois como foi aqui. Mas isso é para o futuro (ou passado, pois muitos de vocês só vão ler isso depois que já aconteceu)

Bom, mas queria mesmo era falar do Natal que passei longe de Mainha. Foi triste, mas foi alegre. Interessante isso. Os anglofônicos tem uma palavra para descrever isso bittersweet. A nossa palavra é agridoce ou acre-doce. Mas, apesar de podermos, nós não usamos normalmente essa palavra para descrever sentimentos como eles fazem. A utilizamos mais para comida. Bom, mas voltando ao assunto... :)

Eu particularmente descreveria a minha situação aqui como azedinha-doce (quase me lembrei do gosto da bala que tinha esse nome e que eu adorava comer quando era criança). Foi triste estar longe da minha mãe, do meu pai, dos meus irmãos, amigos e namorada. Mas foi feliz estar perto do meu irmão, minha cunhada, minha tia, minhas primas e meus novos amigos. Trocas de abraços, carinhos, palavras de encorajamento e de esperança. Coisas que sempre procuro transmitir por onde passo, as recebi de volta de onde jamais esperei passar mais que um dia. Imaginem então passar um dia de Natal.

Estou feliz. Meu irmão que tanto passou por isso "sozinho" aqui (o tenho mais ainda em conta por isso, pois é muita coragem estar longe dos amigos que construiu por 19 anos da vida e da família com quem conviveu pelos mesmo 19 anos e vir morar "sozinho" numa cidade desconhecida e sobreviver. E ele fez mais que isso. Não sobrevive, VIVE. Como ele gosta muito de dizer "Estou vivendo e achando bom") pode ter de novo o gosto de estar com um irmão durante o Natal. E eu tive o privilégio de poder abraçá-lo e agradecê-lo por tudo que tenho passado nestes dias que estou aqui. De agradecê-lo pelo Natal que ele me proporcionou. E hoje pela manhã (quer dizer, pela tarde) quando acordei, de abraçá-lo e agradecê-lo por tudo. E agora aqui, pela vida que ele me proporciona. E mais, pela alegria de ser seu irmão.

Tenho orgulho de escutar como já ouvi algumas vezes.

"Quem é esse?"- perguntou alguém. "Esse é Mackenzie, irmão de Hendrick!"

Mackenzie, irmão de Hendrick. Sim.

Natal é isso. Irmandade, confraternização, esperança, paz, alegria, e um pouco de azedinho-doce, para a gente saber cada vez mais a dar valor à nossa vida...

Feliz Natal já é tarde de desejar. Não, nunca é tarde para se desejar um Feliz Natal.

Feliz Natal para todos e um ano novo cheio de esperanças em todos os corações.

Comentários

Anônimo disse…
Mackenzie,
eu já passei uma véspera de Natal viajando, sozinho, e no 31 de dezembro passado eu estava no ar, ao lado da Fátima, cruzando o Atlântico. As duas situações me fizeram ver muitas coisas que não percebera antes. Eu adorei (mas reconheço que sou bicho estranho que, às vezes, curte solidão). Espero que seu reveillon nas alturas lhe seja muito proveitoso! Quanto aos dias que se seguirão aqui, não tenho dúvida.

Feliz 2005 para a sua família aí!

Abração,

Jomar

Postagens mais visitadas deste blog

Chá de camomila é bom para dor de cabeça e algumas outras doenças

Michelangelo, arte e aprendizado

Duas Flores