Taiwan-China, Primeiro vôo direto em 5 décadas

Boston.com / News / World / Asia / Taiwan-China, Primeiro vôo direto em 5 décadas (inglês)

Pode até parecer que não importa muito. Afinal de contas, estamos do outro lado do mundo. É tão distante de nós...

Diz a teoria do Caos que, o bater de asas de uma borboloeta aqui onde estamos, pode ser a causa de um tufão no Japão. Em uma reportagem da Super Interessante, de um bom tempo atrás, falando sobre um tema semelhante, o autor do artigo nos conta uma história interessante, que, como sou ruim de memória fotográfica, vou recontá-la como me lembro (quando - se - achá-la, coloco-a aqui como complemento).

Certo dia, um borboleta cruzava a rua. Um amante da natureza ia na calçada, para atravessar a rua. Já tinha colocado seus dois pés na estrada e começado a travessia. De repente vê a cena. Uma borboleta! E pára por um segundo. Nesse mesmo instante um caminhão, cheio de sal, com o motorista já cansado vem descendo a rua. Um milésimo de segundo de falta de atenção, e quando presta atenção novamente, se vê em cima do homem parado na rua, olhando para o nada. O instinto fala mais alto. O caminhoneiro puxa o volante no sentido oposto da cena. O caimnhão derrapa e, batendo no meio fio, tomba. Felizmente ninguém se fere gravemente. Todo o sal se espalha pelo chão. não se tem muito o que fazer. Muitos tiram sal para si próprios, ma ainda resta muito sal. Então se vem jogar água para limpar a rua. A água com sal evapora e durante a noite, chove bastante. "Que chuva estranha", dizem alguns moradores. É, o sal, quando em contato com as nuvens pode causar chuvas...

O bater de asas de uma borboleta pode realmente provocar um tufão no Japão...

Somos responsáveis por toda e qualquer ação que façamos. Mesmo que aparentemente distantes, nossa atitude positiva aqui, pode ser capaz de gerar repercussões altamente positivas do outro lado do mundo.

Desde 1949, com medo de bombas em seu território, Taiwan, após a guerra civil, proibiu a China de ter vôos diretos para seu território. Tudo ficou mais caro, pois todos os transportes aéreos tinham que passar por outros países antes de desembarcar. Gerou-se então uma "guerra fria". Neste sábado, um avião com 241 passageiros, foi considerado o "Vôo quebra-gelo". Torçamos para que esses problemas do passado sejam resolvidos, para que possamos, cada vez mais, desenvolver uma cultura de paz. Seja em nossa casa, em nossa cidade, em nosso país ou no mundo inteiro.

Ah, apesar de não ter assistido ainda, o filme "O Efeito Borboleta" (clique no poster para maiores informações) fala um pouco a respeito dessa teoria. Pelo menos é o que me contaram...

Um abraço de paz para todos que me lêem agora.

Comentários

Max Miminho de Melo disse…
Realmente tenho pensado nos últimos dias sobre o efeito das nossas ações sobre o resto do mundo. Não tenho a idéia formada e talvez quando ela aparecer mais clara em minha mente, eu escreva um artigo para mim mesmo. Bom, a idéia central girava em torno de uma pergunta. De alguma forma eu posso ter alguma ligação com qualquer pessoa no mundo? E a resposta é sim. Vamos lá... Basta pensarmos: eu conheço a proximadamente 500 pessoas, e algumas dessas moram em outras cidades, outros estados, outros países. Se cada uma delas tiver mais outras 500, e dessas 500 cada uma tiver mais 500 e assim por diante, certamente perceberemos que todas as pessoas do nosso globo estão de alguma forma interligadas. Assim, uma atitude minha pode repercutir não só no mundo, mas também no universo. É o que ocorre com os abusos da natureza, jogar lixo na rua, etc. Um simples prego que eu jogo na rua pode gerar um grande ciclo. Vai lá um carro e fura o pneu. A partir daí muitas coisas se desencadearão... Poderá se atrasar para o trabalho, ou uma entrevista de trabalho e aí poderá perder a oportunidade. Poderá simplesmente conhecer alguém, que de pronto se propôs a ajuda-lo e tornaram-se grandes amigos. Poderá estar levando alguém a um hospital e aí já viram o que pode ocorrer. Poderá estar com o carro emprestado e não sabia que o estepe estava furado. E se tiver pegado o carro escondido para fazer qualquer coisa errada? Puxa vida, quantas coisas podem acontecer... Sem falar que se o carro estiver em alta velocidade poderá sofrer um acidente e colidir com a pessoa que jogou o prego, ou até mesmo algum de seus familiares. E depois de um acidente, foi necessário chamar o médico que estava de plantão, mas estava em casa, e aí na hora de sair aconteceu um ...
É melhor parar de pensar sobre isso, senão, poderemos “enlouquecer” ainda mais.
Vou refletir mais e se conseguir escrever algo sobre o tema, mandarei para o blog.

Postagens mais visitadas