Dominós

Flap over sparrow’s death mars domino record - Peculiar Postings - MSNBC.com

Quem nunca fez isso na vida? Até eu que sou um pingüim já fiz...

Que prazer é colocar um monte de dominó alinhado e empurrar uma das extremidades para ver todos caindo... É massa demais. A única frustração é que acaba muito rápido para o trabalho que dá de montar... E, além disso, quando a gente, no meio da montagem, destrói sem querer... Ah, que frustração! Acho que se essa destruição for feita de propósito por alguém a gente ficaria furioso demais... Eu, mesmo gelado como sou, esquentaria minha cabeça...


Semana passada, em Amsterdã, na Holanda, o recorde mundial de derrubada de dominós foi quebrado mais uma vez (foto parcial ao lado). Dessa vez foram derrubados 4,155,476, isso mesmo, Quatro Milhões, Cento e Cinqüenta e Cinco Mil, Quatrocentos e Setenta e Seis(!!!) dominós de uma só vez. O recorde anterior era de 3,900,000 e era do mesmo pessoal que quebrou o recorde agora.

O problema com essa quebra de recorde é que dessa vez não apenas o recorde foi quebrado, mas o coração de muitos também foi partido. É que na sala onde os dominós estavam arrumados à espera de um empurrãozinho, entrou um pardal. E ele derrubou 23,000 (vinte e três mil) dominós. Um dos arrumadores, irritado, matou o passarinho com uma espingarda.

Nós brasileiros, como convivemos com pardais aos montes em nossas cidades, provavelmente nem ligaríamos muito para isso (apesar de que deveríamos, pois é vida, afinal de contas). Só que o problema é pior na Holanda. Por lá os pardais são protegidos pela lei pois nos últimos anos a população deles diminuiu para mais da metade do que existia e está sob perigo de extinção.

Agora que o pardal está morto não se tem mais o que fazer com relação a ele. Esperamos entretanto que essa notícia possa gerar uma reação em cadeia. Tanto para que os dominós continuem sendo derrubados quanto para que aprendamos cada vez mais a controlar as nossas emoções para proteger as nossas vidas e as vidas daqueles que vivem conosco. Sejam eles humanos, animais ou plantas.

Ah, e para os que não me conhecem ainda (ou não se lembram de mim) sou o Pingsao e estava dando uma descansada nesse verão que terminou a pouco tempo. Agora que o friozinho (brrr) está voltando verei o que posso fazer pelo meu amigo Mackenzie de vez em quando por aqui.

Uma
seqüência de beijos, mas carinhosos, em todos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chá de camomila é bom para dor de cabeça e algumas outras doenças

Michelangelo, arte e aprendizado

Há dias e há dias