Helen Keller, Sofrimento e Otimismo

"Apesar de o mundo estar cheio de sofrimento, ele também está cheio de superação. Meu otimismo, por isso, não repousa sobre a ausência do mal, mas na grata crença da preponderância do bem e no esforço contínuo de cooperação com o bem, para que ele prevaleça."
Helen Keller (27/06/1880 - 01/06/1968)


Estou sempre me perguntando o porquê de reclamarmos tanto da vida. Sabemos que cada um de nós, se formos perguntar individualmente, terá sua explicação. Agora, ter uma explicação para uma reclamação significa dizer que a explicação justifica reclamarmos da vida? Muito poucas vezes a resposta a essa pergunta é positiva.

A foto acima, como podem perceber, foi tirada na graduação de uma estudante. Poderia ser mais uma daquelas fotos de graduação que todos os anos povoam os álbuns fotográficos de milhares de pessoas ao redor do mundo. Mas não é apenas mais uma dessas fotos. Essa aí é Helen Keller graduando.

Talvez para muitos o nome já seja por si só forte o suficiente para que essa minha introdução seja compreendida, mas pode ser que para outros o nome Helen Keller não seja conhecido. Assim, vamos a uma breve história.

Helen Keller nasceu noe stado do Alabama, nos EUA, mais precisamente em Tuscumbia. Tudo normal no seu nascimento até que, por volta dos 1 ano e sete meses, ela ficou doente. Por causa dessa doença, que ainda hoje não se tem certeza que doença foi, ela ficou tão mal que quase pertiu.

Mas ela resistiu. Apesar disso, alguns meses depois a mãe começou a perceber que ela não era mais a mesma. Não respondia aos chamados e não seguia a mão da mãe quando ela acenava em frente aos seus olhos. É, a pequena Helen havia ficado cega e surda.

Para tornar uma longa história mais curta, depois de alguns anos Helen foi apresentada à pessoa que mudou sua visão do mundo, Anne Sullivan (com Helen ao lado). Também com problemas visuais, mas já tendo sido graduada por uma escola para cegos, elas são apresentadas e Anne é contratada para ensinar Helen a ler.

No começo não foi fácil. Muito rebelde, o que é natural, tanto pela idade quanto pela condição física, o início do ensino não foi muito produtivo. Mas, à medida que a ligação entre as duas foi crescendo, Anne foi conseguindo entrar cada vez mais no mundo de Helen e um dia, Helen conseguiu finalmente compreender o que é linguagem e sua vida mudou por completo.

Num dia de muita rebeldia, Anne levou Helen para passear e a levou numa fonte de água. Enquanto "escrevia" as letras da palavra água em uma das mão de Helen, colocou a outra mão dela sob a água. Nas palavras da própria Helen, em um de seus livros:
"Nós caminhamos em direção à casa do poço, atraídas pela fragrância das madressilvas que lá estavam. Alguém estava tirando água e minha professora colocou minha mão sob a bica. À medida que o jato d'água fluía sobre uma das minhas mãos, ela soletrava a palavra água na minha outra mão, primeiro lentamente, depois rapidamente. Eu fiquei parada, minha atenção totalmente voltada para a palavra água, minha total atenção fixada no movimento dos seus dedos. De repente eu tomei consciência como de algo que tinha esquecido, o excitamento de um pensamento que voltava e, assim o mistério da linguagem foi-me revelado."
Depois dessa descoberta o aprendizado cresceu imensamente. A vontade de aprender, cresceu ainda mais.

Muitos anos depois ela foi a primeira surda-muda-cega a se graduar, em 1904.

Falar sobre Helen Keller é falar sobre batalha, sobre perseverança, sobre otimismo, mas acima de tudo, sobre Vida. Uma pessoa de quem o Primeiro Ministro Inglês Winston Churchil disse "A maior mulher de nossa era", é realmente muito importante como exemplo de Vida. Ao lado vemos Helen "ouvindo" música através dos dedos encostados no fonógrafo e com os outros dedos sentindo a vibração do som no ar.

Que a vida dela, mesmo sem ela ter podido ver nem ouvir a beleza da natureza, nos abra os olhos para a nossa vida e os nossos ouvidos para as coisas boas que temos para aprender com o mundo.

Um beijo óptico e canoro em todos vocês.

P.S.: Em 1962 as duas atrizes que interpretaram Anne Sullivan e Helen Keller o filme "O Milagre de Anne Sullivan” (The Miracle Worker, 1962), ganharam Oscars por suas atuações. Espero poder um dia assiti-lo, pois pelo que andei lendo de comentários a respeito, parede ser excelente.

Para saber mais
Breve biografia de Helen Keller (português)
Biografia um pouco mais extensa (inglês)

Citação inicial retirada da Wikiquote (inglês)
Citação de dentro do texto retirada de "A vida de Hellen Keller" (inglês)

Helen Keller e Graham Bell (inventor do telefone) (inglês)
Ivy Green - Local de Nascimento de Helen Keller (inglês)

Foto inicial retirada desse site (inglês)
Foto de Hellen e Anne retirada desse site (alemão)
Terceira foto retirada desse site (inglês)

Comentários

Li disse…
Tatá...
Adorei o que escreveu...
Não sabia do filme, e acho que será complicado achá-lo já que é de 1962... Assim como os livros, escritos por Helen.

Ela é um grande exemplo.

Quando a vejo em foto, me sinto tão familiarizada com ela, incrível o que sinto...
Beijão
Li
(Obrigada)
Anônimo disse…
Mack!
E a gente que acha que tem problemas! Superar a si mesmo é uma tarefa continua e um aprendizado enriquecedor tanto p/nós como p/as pessoas ao nosso lado. É de exemplo assim que precisamos na vida.
Beijo canoro p/vc tb.
Aninã
Anônimo disse…
Sempre admirei muito esta mulher.tenho fotos dela e outros sites que falam sobre ela.
http://www.vertex.com.br/users/san/vercom_as_maos.htm
ve este.
beijos
te amo
mainha
Anônimo disse…
oi adorei o que vc escreveu sobre Anne e Helle,tenho 18 anos e conheci ela atravez de um livro mulheres que mudaram o mundo, foram duas mulheres que realmente mudaram o mundo, com suas historias eu comprei o dvd, o filme é otimo,quero compra agora livros dela de Helle mais vc pode encontra a historia dela em um livro Mulheres que mudaram o mundo de Gabriel Chalita Leia e vc verá com não só Helle e Anne são exemplos mais Penelope, Joana etc tambem são todos exemplo de superação
Anônimo disse…
GENTE ME CHAMO WAGNER , TENHO 24 ANOS E MORO NA BAHIA. EM IRECE BAHIA. EU QUERO MUITO O FILME DA HELLEN KELLER DE PREFERENCIA EM PORTUGUES. MAS PODE SER LEGENDADO TB CONTANTO QUE A LEGENDA SEJA EM PORTUGUES. RSSS POR FAVOR QUEM TIVER ESSE DVD E PUDER ME VENDER UMA COPIA ME MANDA UM IMAIL. MEU IMAIL : WAGNER_PARAGUAIAGABRIELA@HOTMAIL.COM
Anônimo disse…
GENTE ME CHAMO NAYARA , TENHO 18 ANOS. EU QUERO MUITO O FILME DA HELLEN KELLER DE PREFERENCIA EM PORTUGUES. MAS PODE SER LEGENDADO TB CONTANTO QUE A LEGENDA SEJA EM PORTUGUES.POR FAVOR QUEM TIVER ESSE DVD E PUDER ME VENDER UMA COPIA ME MANDA UM IMAIL. MEU IMAIL : NAYARA_1991@HOTMAIL.COM

aDOREI MUITO ESSE FILMEE EE QUEROOO ELEE PRA MIM =/
Elivânia disse…
Recebi um texto de meu professor, lindo, e tive a curiosidade de ler mais sobre Helen, depois você entra no meu blog e lê o que ele me mandou, gostei do resumo que você fez.

Postagens mais visitadas deste blog

Chá de camomila é bom para dor de cabeça e algumas outras doenças

Michelangelo, arte e aprendizado

Há dias e há dias