Arte temporária

Quase tudo que queremos em nossa vida queremos que seja duradouro.


Entretanto para a maioria de nós, como ainda estamos muito mais ligados ao material que ao abstrato, o que é duradouro é quase sempre algo que dure muito tempo materialmente falando, tipo um quadro que temos em casa, ou um cd, ou uma tv, ou um carro, etc. Isso também, infelizmente, vale para pessoas, para animais, plantas...

Por outro lado, muitas das coisas que são, ou foram muito importantes para nós, foram pouco duradouras. Algumas inclusive duraram apenas alguns segundos. Mas certamente perduram dentro de nós por muito, muito tempo...

Aquela rosa que o primeiro namorado deu num dia especial...
O primeiro beijo que se recebeu da namorada...
Um cafuné que mainha fez em minha cabeça num dia triste...
Um conselho que meu pai me deu em apenas uma pequena frase...
Aquele jantar com amigos no aniversário...
Aquela pessoa com quem convivi por apenas algumas horas...
Aquela escultura que vimos no museu...

Todas as coisas que marcam em nossas vidas são duradouras, mas não apenas no sentido material. De uma maneira geral, pra falar a verdade, algumas das mais importantes são as que não são assim tão duradouras no sentido material; são duradouras principalmente no sentido abstrato, no sentido íntimo e pessoal.

Assim, podemos dizer que as coisas mais duradouras em nós são todas temporárias. Vêm, deixam suas marcas, e seguem caminho. São assim como as criações dessa verdadeira artista abaixo (Ilana Yahav), que com apenas areia faz "arte temporária", mas arte que permanece gravada em nossa retina, em nossa mente, em nossa alma.

Chamo de "arte temporária" pois ela não se preocupa em apagar o que já desenhou. Ela sabe que é exatamente essa mudança constante, esse desapego ao que já foi feito e que é passado, que nos livra da dor no presente. Assim, ela vai construindo e desconstruindo o passado para poder continuar fazendo com que o presente continue acontecendo sempre. Presente novo, reinventando, baseado no passado, mas querendo sempre chegar no futuro. Mesmo que um pouco atrasado às vezes, mas sempre caminhando no sentido correto.



Sand Fantasy (Fantasia em Areia)(em inglês)


Espero que gostem da arte.

Um beijo temporário, mas permanente, em todos.

Comentários

Robson Lima disse…
Caríssimo Mackenzie, belíssimo "post". AIlana Yahav é uma artista iluminada. Belíssimo, o que ela faz. E sobre temporário e duradouro, tenho a dizer o seguinte:
Nós, paroquianos de Santo Afonso, estamos vivendo um pouco desse antagonismo relativo. A dezenove anos, nosso pároco é o Monsenhor Francisco Canindé Palhano, um verdadeiro pai-amigo-irmão. Extremamente zeloso e exigente com tudo que é sacro, com tudo o que nos remete a Deus. Desde julho deste ano, foi nomedo por Bento XVI para ser Bispo na Diocese de Bomfim/BA. Desde então sentimos um forte aperto no coração, uma mistura de perda e felicidade. Domingo passado (19/11/2006), ele celebrou sua última missa dominical. A ficha está começando a cair! Daqui a alguns anos, constataremos que seus ensinamentos, seu testemunho, seu zelo, seu amor a Deus e a Igreja Católica que tanto nos impressiona e nos causa admiração será duradouro, no entanto ela esteve bem perto de nós apenas alguns anos. Muito legal. Sentirei saudades! Um ósculo santo a todos!
Allena Melo - Nalinha disse…
Oi Amado irmão...
Achei lindo o post.
Nunca mais tinha vindo te visitar por aqui.
Mas aqui estou hoje.
Vim desejar um otimo final de semana e um perfeito começo de mês, ele sendo perfeito no começo será perfeito até o fim.
Felicidades.
Beijos
Te amo.
Saudades

Postagens mais visitadas deste blog

Chá de camomila é bom para dor de cabeça e algumas outras doenças

Michelangelo, arte e aprendizado

Duas Flores