Ler Braille com os Olhos


USP - Universidade de São Paulo


Certo dia estava conversando com minha amiga Allany sobre aprender a Linguagem Brasileira de Sinais (LIBRAS), pois é como se a gente estivesse aprendendo a falar um nova língua, só que com uma vantagem: a gente não precisaria aprender nova gramática. Só novas palavras.

Hoje encontrei esse curso internético acima, só que de Braille e não de Libras. É produzido pela USP. E a mesma coisa da gramática vale tanto para Libras como para Braille. Como a língua será português, aprendê-los seria apenas como se tivéssemos aumentando o nosso vocabulário.

Entretanto, continuo achando que aprender a Linguagem Brasileira de Sinais seria mais útil para o dia a dia, pelo menos para mim, pois sempre vi mais pessoas com deficiências auditivas. Além disso, com a possibilidade de conversar naturalmente com os cegos mesmo sem saber Braille, aprender Braille é mais importante para quem realmente convive com um deficiente visual. Mesmo assim, absorver conhecimento é sempre muito bom. Dá uma olhadinha no site e como é fácil aprender Braille.

Será que alguém aí sabe "falar" em alguma das duas línguas?

Um site sobre Libras/Surdos e um sobre Braille/Cegos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chá de camomila é bom para dor de cabeça e algumas outras doenças

Michelangelo, arte e aprendizado

Há dias e há dias