Poblema, hortografia e umildade

Certo dia, conversando com um amigo, ele me contou uma história que aconteceu com ele e que, se não fosse real, poderia ser mesmo considerado uma piada. Se bem que muitas vezes eu tenho quase certeza que mesmo as piadas mais absurdas, de algum modo, já aconteceram com alguém... :)

Esse meu amigo é Engenheiro Mecânico e foi fazer uma visita a uma amiga que não sabia desse fato. No meio da conversa, ela perguntou a ele o que ele fazia da vida, ao que ele respondeu que era Engenheiro, Engenheiro Mecânico. Quando alguém diz que é Engenheiro, mesmo que especifique como ele o fez, as pessoas tendem a achar que a engenharia à qual a pessoa se refere é à de construir casas, edifícios, etc.

O mesmo aconteceu com a senhora: ela achou que ele era Engenheiro Civil e foi logo dizendo: "Ah, eu tenho então um negócio para lhe perguntar. Me acompanhe, por favor Ele tentou ainda explicar a ela o que era ser engenheiro mecânico, mas sem sucesso. Foi quando chegaram na cozinha e ela foi logo apontando para a parece: "Está vendo só a parede, está toda molhada. O que você me recomenda para resolver o problema de humildade dessa parede?" :D

Humildade? Ele disse que não se agüentou e teve que tirar gracinha com a amiga... Eu fico imaginando o que eu faria numa situação dessas... Provavelmente diria algo assim: "Bom, eu não sei se quero resolver o problema dela pois ela serve de grande exemplo para mim. Eu ainda não tenho nem metade da humildade que ela já conseguiu... Quem sabe eu não aprendo com ela, não é? :)"

Problemas de ortografia e utilização inadequada de palavras semelhantes em português (e em quase todas as línguas) é algo bastante comum. É tão comum que existe em alguns dicionários as listas de homônimos (palavras iguais com sentidos diferentes ou palavras que se pronunciam do mesmo modo mas que se escrevem de maneira diferente) e de parônimos (palavras que têm pronúncias semelhantes, mas são escritas diferentes e têm significados diferentes). No caso citado acima, temos um equívoco por causa da semelhança entre UMIDADE e HUMILDADE, ou seja, porque as palavras são parônimas.

Estou falando sobre isso pois hoje vi uma lista de 30 "dicas" de como escrever bem e uma das sugestões falava sobre se preocupar com a escrita correta das palavras. A dica à qual me refiro, que na lista é a de número 26, fala exatamente assim:

"Cuidado com a hortografia, para não estrupar a língúa portuguêza."

Adorei essa frase. Ela me serve aos montes para que eu possa ter consciência que sou até razoável quando escrevo as minhas pensações por aqui e que não ando cometendo assim tantos "herros hortográficos"... :D

Se você é daqueles que realmente querem aprender a escrever cada vez "mais melhor" não deixe de clicar no link abaixo para ver a lista completa dos conselhos e dicas. Elas são imperdoáveis, quer dizer, impalpáveis, ou será que o que eu queria dizer era imperdíveis? Ah Língua Portuguesa você realmente me causa muitos "poblemas"! :)


Um óculos, oops, um ósculo de língua portuguesa curta, ou melhor, culta. Em todos.

Comentários

Lucila disse…
Oi Mack...bom domingo!!!

Obrigada pela liberação do compartilhamento, hehehe...
ah, ontem sua orelha queimou? é que falamos em tí.
Beijinhos e adorei os trocadilhos!!
Anônimo disse…
Olá Mack!
Muito obrigado pelas dicas, será de muita utilidade.
Ainda bem este episodio, não foi com você. Com certeza você não ida deixar barato. :)
Beijooss
Aniña

Postagens mais visitadas