Teimosia?

Em Chongqing, na China, um proprietário não quis ceder aos pedidos de compra de uma companhia. A companhia, uma empresa de construção civil, comprou todos os terrenos e casas da região a fim de usar o terreno para o seu empreendimento. Entretanto, um proprietário decidiu que não queria vender a sua casa nem o seu terreno. Essa briga começou em 2004.

Apesar de não conseguir comprar essa última parcela do terreno, a construtora decidiu começar a obra mesmo assim. A foto que você vêem no começo do post é a situação do terreno e da casa não vendida. A casa agora é uma ilha e, mesmo assim, o dono dela não quer sair de lá. E me parece que por lá ele ainda vai ficar por um bom tempo, já que, esta semana mesmo, saíram leis na China que protegem os proprietários de terra em todo o país.

O dono da casa diz: "Não sou teimoso nem ingovernável, estou apenas tentando proteger meus direitos pessoais como um cidadão. E vou continuar até o fim".

Fica difícil julgar a situação sem saber as causas que o levaram a tomar tal decisão. Sei que realmente ele parece estar sendo teimoso, mas se levarmos em conta que grandes empresas, com muito poder e dinheiro infelizmente conseguem "comprar" quase tudo que querem e acabam, com isso, muitas vezes destruindo coisas que não deveriam ser destruídas, devemos realmente pensar se este cidadão não está fazendo o que todos deveríamos sempre fazer: lutar pelos nossos direitos de forma não violenta e sempre pacífica.

Sabemos que nenhum homem é uma ilha, mas infelizmente no que diz respeito a fazer as coisas corretas, parece que em vez de termos a união de milhões de pessoas em busca de um ideal, temos ilhas individualistas cuja força jamais será a mesma caso nos uníssemos todos em prol de um ideal maior, de um ideal superior.

Um beijo de união em todos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chá de camomila é bom para dor de cabeça e algumas outras doenças

Michelangelo, arte e aprendizado

Duas Flores