Não Matarás

Religioso americano pede para o Governo assassinar presidente da Venezuela

Poucas coisas em nossa cultura ocidental são tão fortes quanto os Dez Mandamentos. Queiramos ou não, ele é o grande roteiro para alcançarmos a nossa felicidade. Naturalmente é muito difícil praticarmos e compreendermos todas as implicações de todos os mandamentos, mas algumas são bem claras, pelo menos nos sentidos mais óbvios.

Não matarás é uma delas. Naturalmente a idéia nos traz a proibição direta de não matar o nosso próximo, aquele que é de nossa mesma raça, a raça humana. Entretanto, o mandamento pode se estender a coisas muito mais banais como, por exemplo, "Não matarás a felicidade alheia", ou "Não matarás a possibilidade do próximo ter respeito por si próprio" e etc.

Como diz o Tio Ben (o tio de Peter Parker, o Homem Aranha) "Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades". Nesta notícia que coloco para a nossa apreciação (nem sei se apreciação é a palavra mais adequada) um religioso americano, Pat Robertson,75, ao se referir ao Presidente da Venezuela, Hugo Chavez que foi eleito democraticamente, como um "terrorista" disse que o Governo Americano deveria matar o venezuelano pois ele está se tornando muito perigoso para o mundo.

O Governo Americano logo falou que essa declaração foi totalmente inapropriada da parte do religioso e que o Governo não compartilha com as idéias dele.

Este senhor tem muita responsabilidade pois é muito ouvido na TV americana e com isso tem muita influência, tanto religiosa quanto política. Esperamos que o que ele falou não seja apoiado por nenhum de nós, pois, se não devemos matar nem o sorriso amarelo do nosso próximo, o que dizer de aparecer na televisão e dizer que um Governo deve matar um presidente de um outro país...

Atentemos para o que temos falado, pois "não é o que entra pela boca que macula o homem, mas sim, e principalmente, o que dela sai que o macula".

Luz.

Comentários

Anônimo disse…
"Todos os dias, Deus nos dá um momento
em que é possível mudar tudo que nos
deixa infelizes.
O instante mágico é o momento em que
um 'sim' ou um 'não'
pode mudar toda a nossa existência."
Mahatma Gandhi




beijos mainha
Lucila disse…
Oi Tatá:
Paz e harmonia!!!

É verdade...temos nos perdido pelo que dizemos, pelo que está cheio nosso coração!!Graças a Deus existem as pessoas que em vez de se perderem se salvam, e levam muitas outras, pois que mostram outras formas de pensar, de escrever , agir e falar.Que maravilha que és uma delas!!Este teu blog tem nos mostrado muito de coisas boas, inusitadas e redentoras!!!Vou continuar te lendo e renovando meus pensamentos!!
Beijos da ...DRASTA rsrs
Eskuinkla disse…
Realmente uno no es quien para decidir quien muere o quien vive, no se sabe si será lo mejor para el país si se muriera el Presidente Chavez pero... eso que lo decida Dios o la vida, no el hombre.

Postagens mais visitadas deste blog

Chá de camomila é bom para dor de cabeça e algumas outras doenças

Michelangelo, arte e aprendizado

Há dias e há dias